formação contínua para professores

Entenda a importância da formação contínua para professores

webinar_PIX
Lyceum - Acervo Acadêmico Digital

O mundo em que vivemos está em constante mudança e a tecnologia tem avençado rapidamente. Toda essa evolução ampliou a capacidade da gente se comunicar com pessoas em todo o mundo e as informações estão ao nosso alcance com o clique de um botão. Isso afeta todas as áreas de nossas vidas, principalmente as mais tradicionais, como a educação.

Embora o acesso à informação tenha sido muito facilitado nos últimos anos, a canalização dessas informações e transformação em conhecimento exige dos profissionais da educação uma capacidade de síntese e de comunicação ampla, para que não haja uma dispersão nos assuntos.

Nesse cenário, a única maneira de acompanhar é continuar aprendendo, investindo em si mesmo. Dessa forma você enriquecerá suas habilidades e conhecimentos, mantendo-se atualizado e avançando em sua carreira.

Neste artigo, vamos entender o que significa formação contínua, sua importância e o que pode trazer de benefício para professores e alunos. Confira!

O que é formação contínua?

Podemos definir a formação contínua como o processo de aquisição de novas habilidades e conhecimentos continuamente ao longo do tempo. Esse processo permite ao profissional se desenvolver pessoal e profissionalmente, abrindo portas para novas oportunidades e alcançando todo o seu potencial.

Essa formação contínua e ao longo da vida pode ser obtida de muitas formas diferentes, em vários ambientes. De aulas em pós-graduação aos cursos de qualificação on-line, o docente pode aprimorar suas habilidades e ir além de seus limites , podendo até se especializar em outros campos do conhecimento para ter novos pontos de vista em relação à sua área principal.

Por que é importante continuar sua formação como professor?

A formação continuada é importante para os educadores por várias razões. Primeiramente, a maneira como os alunos aprendem mudou nas últimas décadas. Os estudantes não se sentam mais em filas tradicionais nas salas de aula para receber instruções que são ministradas exclusivamente pelo professor. Portanto, os docentes precisam ficar a par das melhores práticas de ensino para atender às necessidades dessa nova geração de alunos.

Com os nativos digitais na sala de aula, a educação tornou-se multifacetada e complexa, e cada educador é responsável por melhorar os resultados dos alunos usando as melhores estratégias de ensino para diminuir as lacunas de desempenho. Nesse cenário, é esperado que os alunos assumam um papel proativo, colaborando, dando feedback uns aos outros e autoavaliando seu progresso.

Os professores também precisam entender o mundo em que o aluno está inserido, pois eles entendem de tecnologia e se divertem com mídias sociais, aplicativos e vídeos rápidos. Os alunos estão acostumados a receber informações em tempo real e são capazes de processar o conteúdo rapidamente durante esta era digital.

Os professores devem aprender a adaptar suas estratégias de ensino para atender às necessidades de todos os alunos, incluindo educação especial, superdotados e talentosos, entre outras demandas.

Além disso, os professores devem continuar sua formação para aprender a usar os dados de forma eficaz e tomar as melhores decisões instrucionais, garantindo que a instrução também esteja alinhada ao rigor das diretrizes educacionais. A coleta e a análise de dados válidos e confiáveis ​​fornecem uma base para os professores monitorarem o aprendizado dos alunos e a eficácia de suas práticas de ensino.

Quais são as vantagens da formação contínua para os professores?

Para que você entenda a importância da formação continuada para educadores, neste tópico vamos mostrar alguns dos principais benefícios que essa prática pode trazer tanto na vida profissional quanto na pessoal. Veja abaixo.

Maior adaptabilidade

Pessoas com uma mentalidade de aprendizagem ao longo da vida tratam os erros e desafios como parte do processo de aprendizagem, eles não veem os erros como fracassos, pois acreditam que eles entregam novas informações que poderão ser utilizadas para a resolução de novos problemas ou desafios.

Maior facilidade em lidar com questões inesperadas

A capacidade de lidar com diferentes cenários de um professor que adota a formação contínua contribui para os desafios em sala de aula. Isso porque os educadores nunca sabem quais tipos de perguntas os alunos farão e a formação contínua torna o aprendizado um hábito regular para se adaptar às mudanças e ações imprevisíveis dos alunos. Quanto mais repertório, melhor será na hora de sair do piloto automático.

Ao adotar uma mentalidade de estudante e aprender a transformar a autoeducação em um hábito diário, você pode aprimorar suas habilidades atuais e desenvolver novas enquanto enriquece sua mente. Quando chega a hora de se adaptar, as transições são menos abruptas. A cultura maker, por exemplo, é um processo cada vez mais explorado e que beneficiará os professores que já estão se atualizando em relação a esse conteúdo.

Inovar para melhorar os resultados de aprendizagem 

Ao buscar bons cursos voltados para a nova realidade da educação, os educadores descobrem novos métodos de ensino criativos. Nesses cursos, os professores têm a oportunidade de dividir experiência para apresentar ideias inovadoras e usar no ensino. Essa troca permite que eles alcancem melhores resultados do que métodos de ensino desatualizados.

Agir como um modelo para os alunos 

Os educadores que se engajam na aprendizagem contínua são um exemplo para seus alunos, porque praticam o que ensinam. Isso, por sua vez, incentiva seus alunos a se tornarem aprendizes ao longo da vida. Educadores eficazes fazem isso compartilhando experiências de trabalho durante o processo de aprendizagem. 

Por exemplo, um professor de ciências pode falar sobre um projeto ou experimento de ciências feito fora da escola. Um professor de matemática que está trabalhando em projetos de pesquisa científica pode explicar como medições e cálculos garantem o sucesso do projeto.

Como vimos, a formação contínua não é mais um diferencial, é uma necessidade para o docente que quer se destacar em sua área de atuação, ao mesmo tempo que se mantém atualizado em relação às mudanças na forma de educação e no comportamento das novas gerações. Cabe às instituições de ensino dar o suporte necessário para que os professores busquem essa qualificação, afinal, quando os docentes crescem como profissionais, as instituições ganham em qualidade de ensino.

Gostou do post? Então, continue em nosso blog e confira nosso post: motivação dos professores — 6 boas práticas para sua instituição de ensino.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Parceiros