Saiba como abrir uma instituição de ensino superior

Atualizado em

Segundo último levantamento do SEMESP (Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos do Ensino Superior), o Brasil conta com 2.448 IES, sendo 2.152 privadas e 296 da rede pública. Ainda que pareça uma concorrência alta para quem busca dicas de como abrir uma instituição de ensino superior, é necessário, antes, se aprofundar nesses dados.

Tais instituições enfrentam grandes desafios, dentre eles a evasão de alunos e a inadimplência, nas instituições privadas. Um dos motivos para isso, de acordo com Maria Inês Fini, presidente do Inep, deve-se à estrutura do próprio ensino superior, que nem sempre acompanha a dinâmica das exigências do mercado de trabalho.

Assim, antes de qualquer passo, é aconselhável estudar bem o mercado e coletar o máximo de informações possível sobre esse investimento. Continue nas próximas linhas e saiba como começar essa jornada evitando falhas!

Qual o papel do gestor educacional em uma IES?

A gestão educacional envolve ações bem mais abrangentes do que apenas lidar com questões administrativas do dia a dia. O bom gestor tem muitas responsabilidades, afinal, é um estrategista dentro da instituição. 

Ter visão proativa e saber liderar pessoas são algumas das responsabilidades fundamentais para haver bom clima institucional e estímulo à criatividade. O gestor deve atuar, também, como uma ponte de relacionamento entre aluno e professor, promovendo a valorização de ambos.

Também não podemos deixar de citar a responsabilidade por estudar o mercado, buscar inovações, conhecer legislações pertinentes e fazer a captação e a gestão da permanência dos alunos.

Como abrir uma instituição de ensino superior?

Apesar de o mercado de ensino superior ser promissor, abrir uma IES exige alguns passos que devem ser muito bem delineados. Veja quais são na sequência.

Faça o planejamento

Assim como qualquer investimento, a primeira ação ao pensarmos em como abrir uma instituição de ensino superior é fazer um planejamento detalhado e abordar todos os pontos importantes.

Por exemplo, qual será o público-alvo de estudantes? Pessoas que buscam por cursos mais econômicos? Pessoas que têm como objetivo fazer parte de uma instituição renomada e reconhecida pelo ensino de qualidade? Observe que podemos traçar diversos perfis e a escolha influenciará outras condutas.

Além disso, como captar os professores e como reconhecer aqueles mais capacitados? E, com relação aos cursos, quais serão oferecidos? Qual a estimativa do investimento financeiro e em quanto tempo é possível começar a ter um retorno? Realizar um benchmarking e uma análise SWOT também devem fazer parte da programação.

Busque o credenciamento no MEC

O processo de credenciamento da instituição e reconhecimento dos cursos é imprescindível para que ela possa atuar e para que consiga oferecer credibilidade diante da sociedade.

Nesse sentido, outro passo é conseguir a autorização para funcionar. Depois de já iniciado o curso, ao chegar nos 50% da carga horária, é possível solicitar o reconhecimento, que costuma ser feito por uma comissão avaliadora. O MEC, ao realizar a avaliação da instituição, atribui notas de 1 a 5. Instituições com avaliações com notas 1 ou 2 são consideradas insatisfatórias e precisam se adequar às exigências para que não sejam punidas ou descredenciadas.

Para iniciar suas atividades, as instituições de ensino superior devem solicitar o credenciamento junto ao MEC. De acordo com sua organização acadêmica, as IES são credenciadas como: faculdades, centros universitários e universidades.

Inicialmente a IES é credenciada como faculdade. O credenciamento como universidade ou centro universitário, com as respectivas prerrogativas de autonomia, depende do credenciamento específico de instituição já credenciada, em funcionamento regular e com padrão satisfatório de qualidade.

Cabe apontar que o primeiro credenciamento da instituição tem prazo máximo de três anos, para faculdades e centros universitários, e de cinco anos, para as universidades.

E-book Guia para Redução da Inadimplência

Já o recredenciamento deve ser solicitado pela IES ao final de cada ciclo avaliativo do Sinaes, junto à secretaria competente.

Para saber se uma instituição é credenciada, consulte a página do e-mec.

Informe-se sobre a legalização jurídica e tributária

Um dos requisitos para atuar de acordo com as exigências do MEC é seguir alguns procedimentos burocráticos. A Lei 9394/1996 regulamenta o sistema educacional, estabelece princípios que devem ser adotados e aborda temas relacionados a recursos financeiros e à formação dos profissionais.

No aspecto tributário, é necessário avaliar em qual dos regimes a instituição se encaixará, fato que influencia na contabilidade e no pagamento de tributos. Contar com a ajuda de um especialista da contabilidade pode ser vantajoso não só nessa questão, mas também para calcular fluxo de caixa, demonstrativos contábeis, balanços, balancetes etc. Na parte jurídica, é importante observar exigências como:

  • CNPJ;
  • alvará sanitário;
  • alvará do Corpo de Bombeiros;
  • licença da prefeitura;
  • contrato social, entre outros documentos, dependendo de peculiaridades, como a forma de tributação e a prestação de EAD.

Invista na estrutura física

O público-alvo definido no planejamento influencia na decisão quanto à estrutura física, já que necessidades e preferências se diferenciam de acordo com o perfil do aluno. É importante pensar em questões como:

  • estacionamento;
  • salas de estudos;
  • biblioteca;
  • salas com computadores compartilhados;
  • lanchonetes;
  • laboratórios;
  • estrutura e conforto das salas de aulas;
  • banheiros;
  • sala dos professores;
  • acessibilidade para pessoas com deficiência física ou mobilidade reduzida, entre outras.

Pensar na escolha de equipamentos e móveis, como cadeiras, ar-condicionado, além de recursos tecnológicos, também é uma forma de promover diferenciais.

Realize a captação de alunos

Ter estratégias para a captação de alunos é fundamental, principalmente no início da jornada de uma instituição. A equipe de marketing dará um apoio nesse passo, que precisará estar bem-delineado e segmentado para o público que se deseja alcançar. É preciso, por exemplo, saber o tipo de voz a ser usada e adotar ferramentas estratégicas, como um sistema de gestão.

Outra ação importante é trabalhar a gestão da marca, a qual se comunicará com a audiência e demonstrará os valores seguidos pela empresa. A percepção que um público tem da IES diz muito sobre as chances de sucesso futuras dela.

Estratégias de inbound marketing são bem-vindas e costumam dar bons resultados a médio e longo prazos. Ter perfis em redes sociais, fazer publicidades digitais e trabalhar o e-mail marketing também são ações significativas e que têm oportunidades de um alcance mais rápido.

Quais as principais tendências do ensino?

Ficar por dentro das principais tendências na área é importante para manter a IES alinhada com as necessidades dos estudantes.

EAD

O Ensino a Distância, uma modalidade que permite ao aluno ter acesso ao curso de modo on-line, tem sido implementado por diversas instituições. Isso gera a ele mais autonomia para controlar o ritmo das aulas e reassisti-las sempre que sentir vontade. É, ainda, uma forma de a instituição adaptar suas atividades, seguindo os movimentos da transformação digital.

A metodologia pode ser oferecida como um complemento das aulas presenciais ou mesmo de forma integralmente on-line, com aulas em vídeos e materiais em PDF. Além disso, é preciso ter em mente que um planejamento para EAD envolve decisões e uma gestão diferenciada.

Plataformas

Plataformas são meios facilitadores da vida dos alunos. Ainda que a IES não invista em cursos à distância, elas podem ser usadas com o intuito de resolver questões burocráticas, como a necessidade de gerar novos boletos para o pagamento da mensalidade ou, ainda, como um canal de comunicação, envolvendo a instituição, os professores, os alunos, a secretaria etc.

Esse recurso, além disso, contribui para centralizar informações importantes, que servirão para alimentar sistemas de inteligência, ajudando na tomada de decisões mais alinhadas.

Por fim, essas dicas de como abrir uma instituição de ensino superior devem ser levadas a sério por quem deseja sucesso. Somado a isso, é primordial fazer análises e avaliações constantes do desempenho, pois mostrarão se os resultados têm sido satisfatórios.

Gostou do artigo? Assine nossa newsletter e receba, em primeira mão, notícias relevantes para sua instituição!

mapa de metodologias ativas

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.