metodologia steam

Metodologia STEAM: saiba para que serve e como pode ser aplicada

webinar_PIX
Lyceum - Acervo Acadêmico Digital

Você já deve ter ouvido falar das metodologias ativas. Resumidamente, essas metodologias são ferramentas que objetivam otimizar o aprendizado do aluno. Os estudantes, portanto, são protagonistas dos seus conhecimentos e estão no centro do processo de aprendizagem.

No ensino tradicional, o professor expõe o conteúdo enquanto o aluno anota e absorve passivamente as informações. Na metodologia ativa, os alunos são incentivados a discutir, criar soluções para problemas, interagir, ensinar e aprender uns com os outros.

Esse método é baseado em muita colaboração entre os estudantes, o que faz com que eles sejam mais engajados e torna o aprender mais prazeroso.

metodologia STEAM é uma das várias metodologias ativas de aprendizado. Selecionamos informações importantes sobre o que é, as suas vantagens e para que serve o STEAM no âmbito educacional. Continue a leitura e fique por dentro do assunto!

O que é a metodologia STEAM?

STEAM é a inicial das seguintes palavras em inglês: ScienceTechnologyEngineeringArt Math. Em português: Ciência, Tecnologia, Engenharia, Arte e Matemática.

Essa é uma metodologia baseada em projetos, e o aprendizado é realizado por meio de ferramentas práticas. Nela, é possível integrar os conceitos das 5 áreas de conhecimento ditas acima por meio da transdisciplinaridade, ou seja, todas essas disciplinas são avaliadas juntas.

Quais são as vantagens da metodologia STEAM?

Além da alfabetização, a metodologia desenvolve diversas habilidades humanas importantes para o século XXI. As principais vantagens da metodologia STEAM estão listadas a seguir.

Processo de alfabetização

O questionamento é o principal meio de se aprender mais rapidamente. Com a técnica, os alunos são incentivados a perguntar e a buscar as respostas. Isso aumenta o engajamento e o interesse do estudante.

Desenvolvimento do pensamento crítico

Para conseguirmos chegar à resolução de um problema, é necessário desenvolver o raciocínio lógico: dividir esse problema em partes menores, organizar o pensamento em etapas lógicas e cumprir os passos na sequência correta em direção à solução.

Em um mundo com tantas informações, saber filtrá-las e organizá-las é muito importante para tomar as melhores decisões.

Aumento da participação dos alunos e professores

Os estudantes se tornam protagonistas do conhecimento. Eles podem, por exemplo, decidir os temas, buscar respostas e ajudar uns aos outros.

O professor passa a ter a função de mentor. Ele trabalha no sentido de compreender o nível de aprendizado do aluno em cada etapa e pode dar uma atenção mais personalizada a cada um.

Lei Geral de Proteção de Dados

Responsabilização dos alunos em relação à construção do futuro que querem

Com um aprendizado mais ativo, os estudantes percebem o quanto está nas mãos deles a construção do futuro no qual querem viver. Eles criarão o hábito de perceber o mundo ao seu redor e pensar em soluções para fazê-lo melhor.

Preparação dos alunos para os desafios do futuro

Você já deve ter ouvido falar que os robôs vão substituir os humanos em processos repetitivos. Assim, o futuro terá lugar para as pessoas que desenvolverem as capacidades humanas como criatividade e pensamento crítico.

Aplicação de criações por meio de experiências

Aprendemos mais por meio das nossas experiências, por isso, um aprendizado ativo é importante para fixar o conteúdo.

Desenvolvimento da criatividade

Quando colocamos a nossa imaginação em ação, temos a criatividade. Para ser criativo, é preciso estar aberto a tentativas de erros e acertos. Inovar é um processo que exige resiliência, e a metodologia STEAM trabalha muito essa habilidade.

Desenvolvimento de consciência social

Todos temos algumas potencialidades que outras pessoas não têm. A colaboração é essencial para atingir os nossos objetivos e conquistar resultados coletivos. Além disso, entender o lado do outro e exercitar o respeito é primordial se queremos criar um lugar melhor para vivermos.

Como STEAM pode ser aplicado?

Uma das preocupações da gestão escolar em relação ao currículo é seguir as diretrizes da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). O interessante é que a BNCC apoia o conceito de metodologias ativas, como este parágrafo retirado do site do MEC:

Assim, a BNCC propõe a superação da fragmentação radicalmente disciplinar do conhecimento, o estímulo à sua aplicação na vida real, a importância do contexto para dar sentido ao que se aprende e o protagonismo do estudante em sua aprendizagem e na construção de seu projeto de vida.

Um dos maiores desafios do gestor escolar é tentar desenvolver, com os professores, uma forma de integrar todas as disciplinas e não mais manter o conceito de avaliação individual de cada ciência. Tentar desenvolver o novo conteúdo mais flexível com os professores é essencial.

Com a metodologia baseada no “aprender fazendo”, a escola precisa preparar um ambiente adaptado a esse novo conceito. Sabemos que nem sempre é fácil, mas contar com esse ambiente lúdico e interativo gera melhores resultados.

Com os alunos, os professores devem:

  • trazer desafios presentes na realidade dos alunos ou até propostos por eles, para tornar o ensino mais leve e interessante;
  • transformar o conhecimento teórico da sala de aula em algo prático;
  • incentivar a criatividade na educação ao resolver os desafios;
  • dividir um problema complexo em partes menores e criar planos de ação;
  • encorajar os alunos a procurar as respostas para os seus problemas;
  • avaliar os estudantes a cada etapa do projeto individualmente e em grupo, no sentido de entender o nível de aprendizagem e fazer os ajustes necessários para o melhor aproveitamento de cada um;
  • sempre estimular o desenvolvimento de competências socioemocionais — incentivar os alunos a ajudar uns aos outros, a aprender a pedir ajuda sempre que necessário, e a trocar conhecimento com todos.

Para cumprir com o currículo e aplicar a metodologia ativa STEAM no aprendizado, cabe ao educador ficar atento às habilidades dos estudantes em adquirir os conhecimentos necessários. Cada aluno aprende em um ritmo e em uma velocidade diferentes. O professor deve apresentar essa personalização no ensino e entender cada estudante como único.

Você pôde perceber que um dos primeiros passos para implantar qualquer metodologia é sempre estar aberto a aprender algo novo e a lidar com os fracassos. A metodologia STEAM caminha junto a essa nova geração de estudantes, trazendo mais engajamento e interesse nas aulas. Lembre-se: você é o responsável por transformar o modelo de ensino em que vivemos, e nós do Lyceum podemos ajudar!

Venha aprender técnicas como essas e se aperfeiçoar como educador! Convidamos você a aprender mais sobre metodologias ativas e ver qual metodologia de ensino é a mais indicada para sua IES! Não perca tempo!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Parceiros