tendencias-para-a-gestao-academica

Confira as principais tendências para a gestão acadêmica

gestão acadêmica de qualquer instituição de ensino superior inclui processos que envolvem toda a comunidade (coordenadores, docentes, funcionários técnico-administrativos e discentes): planejamento, atividades curriculares e administrativas, atenção aos alunos, organização dos professores, avaliação da instituição, regulamentos e normas, entre outros.

É de responsabilidade da alta gestão oferecer aos seus alunos uma instituição com recursos suficientes para promover um ensino de qualidade, que acompanhe as mudanças e tendências da educação.

Dentro disso, é importante colocar o coordenador dos cursos como protagonista, atuando como gestor de uma unidade de negócio. Deve caber ao coordenador a gestão dos principais indicadores acadêmicos, como captação, evasão, aprendizagem, qualidade, receita, margem e a inserção do aluno no mercado de trabalho.

Neste post, falaremos sobre algumas das principais vertentes para a gestão acadêmica que devem ser agregadas no ensino superior. Acompanhe!

Sistema de gestão acadêmica

A automatização de processos vem acontecendo nas diversas áreas de conhecimento e traz rapidez e praticidade aos processos de trabalho do cotidiano. No contexto da educação, os sistemas de gestão acadêmica são utilizados para gerenciamento e administração das instituições.

Ele permite a integração de diferentes setores e o gerenciamento dos processos e dados da instituição. Tem o objetivo de facilitar o trabalho dos docentes e funcionários, trazendo mais organização e auxiliando no alcance de uma aprendizagem efetiva para os alunos.

Os sistemas de gestão organizam e controlam os processos relacionados ao aluno, atuando desde a captação até a seu término de relacionamento. Os principais processos devem ser geridos e automatizados pelo sistema de gestão acadêmica, tais como, captação, matrícula, retenção, registro acadêmico, controle de estágios e oportunidades no mercado de trabalho.

Além dos processos acadêmicos, são normalmente gerenciados pelos sistemas os processos financeiros, contábeis, a gestão de recebíveis, avaliação de qualidade e a geração de dados gerenciais e regulatórios (Censo, Enem, Enade etc.).

Outros processos e integrações adicionais estão sendo agregados aos sistemas de gestão acadêmica, tais como:

  • Processos preditivos de retenção aluno;
  • Emissão de nota fiscal eletrônica para os alunos;
  • Ambiente virtual de aprendizagem integrado com material para estudo, colaboração e fóruns;
  • Ambiente para comunicação e troca de mensagens entre alunos, professores e a instituição;
  • Gerenciamento de documentos acadêmicos do aluno na nuvem.

Os principais benefícios são:

  • Integração dos processos e serviços da instituição;
  • Melhoria no atendimento aos alunos, que podem usufruir de diversos serviços acadêmicos sem precisar ir até a instituição;
  • Maior agilidade e produtividade nos processos, que podem ser virtualizados;
  • Redução de custos com a automatização de processos;
  • Controle e gestão financeira mais eficientes.

Educação a distância (EAD)

A procura pela educação a distância no Brasil vem crescendo rapidamente por diversos motivos: maior familiaridade com a tecnologia, procura por opções mais acessíveis de adquirir conhecimento, desejo de destaque no mercado de trabalho, maior praticidade e comodidade para aprender e busca de educação pela população de maior idade.

A arquitetura dos sistemas de gestão acadêmica precisa estar adequada para permitir a implementação e a expansão dessa modalidade de ensino com qualidade. São necessárias uma plataforma flexível e uma integração bem construída com o ambiente virtual de aprendizagem escolhido como plataforma de EAD.

Os avanços tecnológicos têm permitido experiências de ensino enriquecedoras para os alunos do EAD, com vantagens que até superam as da educação presencial.

Cursos tecnólogos

Os cursos tecnólogos ainda são confundidos por algumas pessoas como cursos técnicos, mas essa realidade vem mudando e a modalidade ganhando mais espaço no cenário atual.

curso tecnólogo é um curso de graduação tecnológica de ensino superior com duração mais curta (entre 2 e 3 anos) que tem seu foco em necessidades específicas do mercado de trabalho atual. Ele tem o papel de atender às “demandas mais urgentes” de trabalho da sociedade, com maior carga de aulas práticas e laboratoriais e enfoque em estágios.

A demanda por esse tipo de profissional e a procura dos alunos por esses cursos vem crescendo em disparada nos últimos anos, o que se justifica pela característica dinâmica do mercado de trabalho atual. Cabe às instituições de nível superior incorporar essa modalidade de ensino em sua grade para acompanhar essa tendência.

As grades deste tipo de curso são normalmente modulares, ou seja, a organização acadêmica não é montada de forma seriada, como nos cursos tradicionais. Este tipo de organização permite a otimização da ocupação de vagas através da junção de turmas de diferentes entradas, podendo viabilizar turmas em processos seletivos com captação menor que a necessária em um modelo tradicional.

Mídias sociais e educação

É um fato que nos dias de hoje as mídias sociais exercem grande influência sobre os pensamentos e as atividades das pessoas. E, se utilizadas da forma certa, elas podem ser uma ferramenta estratégica para o ensino superior e a gestão acadêmica.

Para isso, é preciso enxergar o professor como um mediador da informação, que utiliza a tecnologia como aliada na transmissão de conhecimentos para os alunos. As mídias sociais podem ajudar os alunos de forma flexível e interativa, já que esse é um ambiente comum para eles.

Podem ser criados blogs e páginas em redes sociais de determinadas turmas ou disciplinas, proporcionando um ambiente de interatividade entre alunos e professores (troca de mensagens, compartilhamento de textos e imagens, fóruns sobre conteúdos expostos em sala de aula etc.).

Valorização da opinião do aluno

Um conceito muito forte na atualidade é o de empoderamento do cliente. No contexto da educação, podemos falar do empoderamento do aluno.

É de extrema importância que os gestores das instituições de ensino superior se empenhem em coletar, armazenar e analisar informações referentes às opiniões dos alunos em relação à estrutura da instituição, aos docentes, ao conteúdo programático, à carga horária e tudo o que envolve o aluno.

Esta avaliação é normalmente executada nos processos de avaliação institucional. Porém é importante que este processo não seja realizado somente para fins regulatórios, mas sim para identificar áreas que precisam de melhorias, estipular ações práticas a fim de  proporcionar um ambiente que estimule o aprendizado.

Valorizar a opinião do aluno traz benefícios como:

  • Colocação do aluno como centro do processo de aprendizagem;
  • Desenvolvimento de uma cultura de respeito entre os alunos e a instituição;
  • Diminuição da evasão e melhoria de rendimento com aumento de satisfação e novos modelos de aprendizagem;
  • Construção de uma relação de colaboração e confiança entre os membros da comunidade acadêmica.

Estratégias para redução da evasão

A alta taxa de evasão dos alunos do ensino superior é um problema que acomete instituições por todo o país. Os alunos decidem abandonar o curso por motivos diversos: falta de tempo devido ao trabalho, dificuldade para pagamento das mensalidades, falta de conhecimento básico para seguir no curso escolhido.

Algumas ações podem ser tomadas pela gestão acadêmica para diminuir a evasão dos alunos de sua instituição. Podemos citar:

  • Fornecimento de cursos estimulantes, de qualidade que tragam uma percepção de valor ao aluno;
  • Acompanhamento individualizado do aluno, com atenção à sua frequência e ao rendimento escolar e oferecimento de auxílio quando necessário;
  • Abertura ao diálogo entre alunos, professores e direção, para buscar resolver da melhor forma as situações no ambiente de ensino;
  • Oferecimento de programas de orientação vocacional para potenciais futuros alunos da instituição;
  • Flexibilização nas formas de pagamento da mensalidade e financiamento estudantil.

Uma educação estagnada e obsoleta é desestimulante e falha para preparar o aluno para o mercado de trabalho. Os gestores acadêmicos das instituições precisam buscar continuamente formas de inovação dos métodos de ensino.

O que você achou de saber mais sobre as tendências para a gestão acadêmica? Gostou? Então aproveite para compartilhar este texto nas suas redes sociais e divulgar o conteúdo!

 

Indicadores de Desempenho