educação a distancia

O que levará o aluno a escolher sua instituição de ensino na educação a distância?

Assim como a tecnologia mudou as relações sociais e profissionais, ela também influenciou o ensino. Nesse sentido, a educação a distância — ou EAD — tem crescido significativamente como alternativa de estudo para muitas pessoas.

As novas gerações constituem um dos principais alvos dessa nova modalidade, sobretudo por já crescerem familiarizadas com os meios tecnológicos e buscarem um método de estudo mais flexível, que garanta maior liberdade e qualidade de vida.

Mas, afinal, que motivos levam esses alunos a escolherem uma instituição de ensino a distância? Ou melhor: quais fatores vão fazê-los optar pela EAD da sua IES? Continue a leitura do post para descobrir!

1. Indicações e referências positivas

Um dos primeiros passos para decidir onde estudar, é procurar saber mais sobre a instituição, certo? Antes mesmo de tomar a decisão ou fazer o processo seletivo, é natural que o futuro aluno pesquise a respeito das opções que existem na área de interesse dele.

Uma boa maneira de fazer isso é perguntando aos amigos e familiares sobre referências de cursos — quase sempre há algum conhecido que já estudou na instituição X ou Y e pode ajudar com as indicações.

Vale ressaltar que, atualmente, boa parte dessa pesquisa é feita pela internet, já que ela consegue reunir um vasto número de informações. Mesmo que a pessoa não conheça ninguém que já tenha estudado em certa instituição, geralmente é possível encontrar depoimentos e avaliações de alunos que servem para esclarecer alguns pontos.

Portanto, nessa hora, toda a credibilidade da IES é colocada em jogo, reforçando a importância de cuidar da reputação, imagem e qualidade do serviço prestado durante todo o tempo.

2. Preço

A questão financeira é, muitas vezes, um dos fatores mais importantes na hora de escolher um curso e uma instituição de ensino. Sobretudo para os alunos que têm renda bem limitada, não há como negar que o valor da mensalidade pode ser um diferencial.

É claro que uma pessoa consciente não vai se basear somente nesse critério, já que os outros também têm peso considerável — principalmente a qualidade do ensino. Contudo, deve-se considerar que ter um preço atrativo é um fator que influencia significativamente a tomada de decisão.

3. Reconhecimento do MEC

Para que um diploma tenha validade nacional, o curso ofertado precisa ser reconhecido pelo MEC — e não apenas aprovado.

Em vista disso, os cursos a distância que são reconhecidos pelo MEC saem ganhando. Para isso, é claro que a instituição deve cumprir todas os parâmetros e regras estabelecidos pelo órgão.

Para o aluno, é vantajoso ter uma profissão reconhecida em todo o território nacional, construir um bom currículo e buscar melhores oportunidades profissionais.

Uma vantagem de considerar esse fator é que o MEC tem os seus meios de avaliar o curso e a IES, o que ajuda a saber como andam os seus indicadores de qualidade e evitar riscos relacionados à qualidade ou até a possibilidade de descredenciamento da IES.

4. Reputação da instituição no mercado de trabalho

Na maioria das vezes, os estudantes se dedicam a um curso visando crescimento profissional. Além da realização pessoal, claro, eles normalmente estão interessados em encontrar boas oportunidades no mercado de trabalho.

Sendo assim, a reputação do curso é um critério importante na hora de escolher uma instituição de ensino. Conversando com ex-alunos e outros profissionais da área, é possível ter uma ideia de como tal diploma é visto pelo mercado.

Há muitos segmentos em que ter uma formação específica é um diferencial na hora de enfrentar os processos seletivos. Por isso, uma boa tática para as IES atraírem mais alunos é divulgar informações como nível de empregabilidade e casos de sucesso dos ex-alunos.

5. Qualificação do corpo docente

Não há dúvidas de que a capacitação dos professores tem um grande peso na credibilidade do curso e na escolha dos alunos por uma ou outra instituição. Afinal de contas, são eles os responsáveis pela transmissão do conhecimento e pela formação das pessoas.

Especialmente para um aluno da EAD, que costuma ter uma rotina mais corrida, perceber que o seu tempo está sendo bem aproveitado ao assistir uma aula de qualidade é um ponto crucial.

Portanto, também faz parte da missão da IES trabalhar para reter talentos. Isso pode ser alcançado por meio de boas contratações, investimento em tecnologias e promoção de treinamentos para elevar o nível dos profissionais, facilitando o trabalho do gestor e mantendo alunos e funcionários mais satisfeitos.

6. Interatividade

Uma das grandes questões para a educação a distância é conseguir promover a interatividade que os cursos presenciais possibilitam. Querendo ou não, o contato físico diário no ambiente acadêmico favorece a troca de experiências, a resolução de dúvidas, entre outras experiências que fazem parte dessa dinâmica.

Por isso, uma boa instituição de ensino deve se preocupar com a sua gestão educacional e todo o suporte on-line oferecido aos alunos. É fundamental que os professores, tutores e funcionários fiquem disponíveis para dar dicas, orientações, tirar dúvidas e resolver quaisquer problemas.

Além disso, os fóruns de bate-papo são ótimas ferramentas para estimular a interação e fomentar debates sobre assuntos relevantes. Manter os canais de comunicação e interação sempre abertos faz com que o aluno fique mais próximo da IES e se sinta parte da comunidade escolar, de maneira mais segura e motivante.

7. Estrutura do polo presencial

Ainda que a modalidade do ensino seja a distância, a estrutura do polo de apoio presencial da instituição pode ser um fator de comparação para o aluno. Nesse local são realizadas as atividades pedagógicas e administrativas dos cursos ofertados.

Esse também é o espaço que o estudante tem para realizar suas provas, participar das tutorias ou de outras atividades. Logo, é importante contar com uma boa localização (sobretudo que seja de fácil acesso) e uma boa infraestrutura de laboratórios, biblioteca, salas de aula etc.

8. Qualidade da plataforma

Um bom curso de EAD deve oferecer um ambiente virtual de aprendizagem moderno, que viabilize o acesso aos conteúdos. Dessa maneira, não há dificuldades em encontrar materiais, assistir às aulas, conferir dados acadêmicos ou financeiros e ainda se comunicar com a instituição quando for necessário.

Quando isso não acontece, há grande risco de o aluno não se adaptar bem ao método oferecido e acabar abandonando o curso. Ante essa possibilidade, vale investir em uma plataforma atualizada, intuitiva, de alta qualidade, que se ajuste aos dispositivos móveis (responsiva) e que ofereça o máximo de facilidades para o estudante.

Enfim, o mais importante nisso tudo é perceber como conhecer o seu público faz toda a diferença na captação e retenção de alunos. Investir na satisfação deles é a melhor maneira de conferir credibilidade à instituição.

Gostou de saber sobre os diferenciais para a educação a distância? Então, aproveite para assinar a nossa newsletter e continuar sempre informado sobre gestão acadêmica!

Deixe um comentário